Terça-feira, 13 de Julho de 2004

...

wolf_lopen.gif


 



ESTAR SÓ!  



 Eu sou um lobo que sobe àquela rocha para uivar para as noites lua cheia.



Sou um solitário, sem medo de ser feliz, pois no silêncio da solidão é que encontro à exata dimensão do meu eu e consigo ouvir o alarido de minha consciência.



Nestas noites sós em que o silencio é maior que as batidas de meu coração consigo sentir a presença de Deus e posso com mais calma tocar suas obra ainda que seja um grão de areia e com mais vagar admirar sua estupenda perfeição e beleza.



Sou um lobo solitário, porem sempre volto à minha matilha, não por ser seu chefe, não por crer que ela resolverá meus problemas, ou porque ela me da mais segurança. Volto porque sinto necessidade de seu calor de ouvir suas lamurias, de sentir seu aconchego.



Porem mesmo no meio dela eu ainda continuo sendo um lobo solitário, pois sou único, impar, ninguém dentre eles é igual a mim, se quer semelhante, pois creio que até a foto tirada de mim não representa exatamente o meu eu, até o espelho que busca me refletir mente, pois de mim é uma distorção.



Sou um lobo solitário porque vim ao mundo só e quando partir dele também irei só; o óvulo e o esperma que me fabricaram foram únicos, e a placenta que me deu forma há 48 anos se perdeu no espaço.



Sou um lobo solitário sim, mas creio ainda no amor, e quando digo amor, descarte-se, sexo, paixão, possessão, poder,



Compensação, quando falo de amor sinto e creio naquele amor em que um abre a porta para o outro se tornando uma passagem única onde posso adentrar, mas também posso sair, onde posso assim, como abri, fechar a porta.



Apesar de ser um lobo solitário, e isso prezo muito, acredito no amor caloroso de dedicação, de respeito, de entrega do eu, sem cobrança, sem nada pedir, desde que o outro aceite também da mesma forma; não acredito no amor solução, compaixão, possessão, e outros ãos mais.



Sou um lobo solitário que não caço para ninguém, e nem espero que cacem por mim, não acredito nesse tipo de relacionamento como forma de amor, porem creio em ambos olhando na mesma direção, embora solitários.



Sou um lobo solitário, mas sempre buscarei uma companhia que nas noites frias, por seu querer, me aqueça o focinho, que por seu querer, me de carinho, que por seu querer queira ser minha companheira até o dia que quiser e se quiser, quando meu corpo cansado, tombar diante da ultima batalha, possa derramar ao menos uma única lagrima sobre minha tumba fria antes de partir para nova busca. 


 


 Santaroza


publicado por Loba às 21:50
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. ...

. Voltei...

. Vou voltar...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Março 2006

. Outubro 2005

. Abril 2005

. Janeiro 2005

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

SAPO Blogs

.subscrever feeds